Aprovados em concurso iniciam acampamento em frente ao Palácio de Karnak

0
207

Um grupo de aprovados classificados do concurso para agentes penitenciários do Piauí iniciou uma manifestação em frente ao Palácio de Karnak,  nesta quinta-feira (30/01). A categoria pretende iniciar um acampamento dia e noite, por prazo indeterminado caso o Governo não receba os manifestantes em audiência e reveja a convocação dos aprovados para o curso de formação.  

Segundo  os concursados,  o certame para agente penitenciário foi realizado ainda em 2016 e ofertava  400 vagas, mas apenas 316 foram aprovados. Destes 316, somente 150 fizeram o curso de formação, e 166 ainda aguardam o curso. 

“Somos aprovados e classificados no concurso de 2016,  com previsão na Lei Orçamentária de 2015,  o certame  ofertava 400 vagas, mas foram aprovados apenas 316 candidatos. Desses 316, somente 150 fizeram o curso de formação e  166  ainda aguarda a curso, porém o governo convocou somente 75. Agora  estamos aqui com o objetivo de obter uma audiência com o governador para pedir que ele reveja o número de 75 e convoque todos os 166 aprovados para o curso de formação, afirma Carla Lorena Silva Lima, uma das aprovadas que aguarda convocação”, disse.

Ainda segundo a manifestante, esse número de 166 de candidatos que aguardam a convocação do Governo reduziu em decorrência da demora do concurso.

 

“Diante desse universo de 166,  esse número de candidatos que esperam para serem convocados reduziu, pois alguns já desistiram,  passaram em outros concursos e seguiram outra carreira”.

Carla  Lorena ainda argumenta dizendo que o sistema prisional do Piauí há  necessidade de agentes penitenciários visto que o número de internos dobrou, a cadeia pública de Altos, recém inaugurada,  e  Esperantina não estão funcionando em sua totalidade devido a ausência de efetivo suficiente, além de haver mais de 180 pedidos de aposentadorias.

A prova do concurso para agente penitenciário do Piauí foi realizada, em 2016. Devido a  descoberta de fraudes, no qual quatro pessoas foram flagradas com o gabarito da prova durante a aplicação da mesma, as provas foram anuladas e realizadas novamente em 2017. A validade, que se encerraria em 2019,  foi prorrogada para outubro de 2021.

Segundo o Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos da Universidade Estadual do Piauí (Nucepe), organizadora do concurso um total de 7.832 candidatos inscritos disputaram as vagas. Além disso, 7.700 pessoas se inscreveram na ampla concorrência, disputando 360 vagas; e 132 disputaram 40 vagas para pessoas com deficiência.

A manifestação  tem o apoio do Sindicato dos Policiais  Penais do Estado Piauí(Sinpoljuspi). O Governo do Estado ainda não divulgou a convocação dos 75 aprovados para o curso de formação no Diário Oficial da União.

Curso de Formação 
A Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) iniciará, no dia 2 de março, o Curso de Formação de 75 aprovados no último concurso para o cargo de Agente Peninteciário, hoje chamado de Policial Penal. As matrículas deverão ser efetuadas entre os dias 3 e 6 de fevereiro, na sede da Academia de Formação Penitenciária (Acadepen), no horário de 8h às 12h.

No ato da matrícula, os aprovados deverão levar os seguintes documentos: cadastro de pessoa física, documento de identidade, duas fotos 3×4, comprovante de endereço, PIS/Pasep/NIT com ano de expedição e declaração optando ou não pela bolsa do curso de formação. A Academia de Formação Penitenciária (Acadepen) fica localizada na rua Barroso, 732, Centro.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui