SINPOLJUSPI garante 489 doses de vacina contra Covid-19 para Policiais Penais

0
88
Policial Penal recebe a 1ª dose da vacina contra a Covid-19 em Teresina

O Sindicato dos Policiais Penais do Estado do Piauí (SINPOLJUSPI) garantiu nesta quinta-feira (06) a disponibilização de 489 doses de vacina contra a Covid-19 para os Policiais Penais, após intensa luta do Sindicato para que a categoria pudesse receber a primeira dose do imunizante.

De acordo com o vice-presidente do SINPOLJUSPI, Vilobaldo Carvalho, a conquista reflete o tratamento isonômico que foi dado aos Policiais Penais frente às demais forças de Segurança Pública, que já foram imunizadas no estado.

OFICIO 435 SEJUS

 

“A nossa categoria estava sendo excluída de forma descabida e o SINPOLJUSPI buscou fazer com que nós fôssemos reconhecidos de acordo com as notas técnicas do Ministério da Justiça e Segurança Pública como Policiais Penais, já que estávamos sendo tratados de forma preterida em relação as demais forças de Segurança Pública. E a repercussão disso se dá não só em benefício do sistema penitenciário, mas na própria sociedade”, pontuou.

O presidente do SINPOLJUSPI, Kleiton Holanda, destacou a luta do sindicato para conseguir a imunização dos Policiais Penais, que exercem atividades consideradas essenciais e não estavam como prioridade no Plano de Vacinação do Governo do Piauí.

“Inicialmente queria agradecer todos os Policiais Penais do Estado do Piauí que se mobilizaram, coordenados pelo SINPOLJUSPI na luta pela vida de cada um. O sindicato vem procurando fazer o seu trabalho com apoio da categoria. É importante informar ainda para toda a sociedade de que a luta não acaba com a vacinação, com esses 489 Policiais Penais que serão vacinados, ainda vai ficar um grupo de fora que não foi vacinado, inclusive nós representantes da categoria, mas somos resilientes, sabemos que não foi dessa vez, mas vamos lutar para que todos os Policiais Penais sejam vacinados. Quero aqui conclamar a categoria para que se mantenha mobilizada, porque temos muitas demandas pela frente, temos que lutar pela nossa autonomia, pelo gerenciamento do sistema prisional a cargo da Polícia Penal. Temos muita gente de outras forças ocupando cargos que são da Polícia Penal e a categoria não vai aceitar isso. Nos sentimos contemplados sim, mas ainda não satisfeitos, a luta não vai parar enquanto a nossa Policial Penal não for reconhecida e valorizada”, declarou Kleiton Holanda.

Operação Vacinação Já

Vice-presidente do Sinpoljuspi, Vilobaldo Carvalho

Ainda no mês de abril, o SINPOLJUSPI encaminhou quatro ofícios à Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), Secretarias Municipais de Saúde, Governo do Estado e Secretaria de Justiça solicitando que fosse cumprida a prioridade na vacinação contra Covid-19 dos Policiais Penais, conforme estabelecido no decreto estadual nº 19.553 de 30 de março de 2021, assinado pelo governador Wellington Dias.

Como forma de pressionar o Governo, o SINPOLJUSPI deu início nessa segunda-feira (03) à Operação Vacinação Já e ameaçou, em caso de não atendimento da demanda, a paralisação das atividades dos Policiais Penais nas unidades prisionais com a deflagração da Operação Policiais Penais São Essenciais, que estava programada para começar no próximo dia 10 de maio.

Com o atendimento da solicitação, o SINPOLJUSPI vai dar andamento às demais demandas da categoria, seguindo em busca da valorização do Policial Penal no Estado do Piauí.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui