O Sindicato dos Policiais Penais do Estado do Piauí (SINPOLJUSPI) protocolou um ofício junto à Secretaria de Estado da Justiça do Piauí, nesta quinta-feira (28), pedindo a imediata suspensão das visitas de familiares aos detentos das unidades prisionais do estado. A solicitação considerou o crescimento de casos de Covid-19 no estado.

O presidente do SINPOLJUSPI, Kleiton Holanda, considerou o avanço do coronavírus no Brasil, que tem já tem apresentado mutação em sua versão mais contagiosa e argumentou que o Governo do Estado do Piauí adotou, recentemente, um novo decreto com medidas restritivas com o objetivo de reduzir a circulação de pessoas e evitar a propagação do coronavírus.

Ofício encaminhado ao secretário de Justiça, Carlos Edilson

“Em função da existência de vários Policiais Penais idosos e portadores de doenças que os colocam em grupos de risco relacionados à doença, que não foram afastados de suas atividades, nós solicitamos ao secretário de Justiça, Carlos Edilson, a imediata suspensão das visitas presenciais, ainda que temporariamente, além do recebimento de sacolas nas unidades prisionais, mantendo-se as visitas de forma virtual”, frisou Kleiton Holanda.

O sindicato destacou ainda que a maioria dos Policiais Penais das unidades prisionais do Piauí são idosos, do grupo de risco, a exemplo da Penitenciária Vereda Grande, em Floriano, Penitenciaria Mista, em Parnaíba, e Colônia Agrícola Major César Oliveira, em Altos.

“Esses profissionais continuam no pleno exercício de suas atividades e o Governo do Estado precisa entender que essas vidas também importam”, pontuou.

Policiais Penais de Vereda Grande, Floriano

O presidente do SINPOLJUSPI ressaltou ainda a necessidade de que as audiências e visitas de advogados ocorram remotamente, considerando essas medidas como essenciais na tentativa de se evitar a propagação do novo coronavírus.

Mortes de Policiais Penais por Covid-19

Desde o início da pandemia da Covid-19, quatro Policiais Penais morreram vítimas da doença no Piauí, sendo dois ativos.

Entre os policiais ativos estavam o Policial Penal Nilton Tupinambá, 49 anos, lotado na Penitenciária Mista de Parnaíba. O servidor saía do plantão na unidade prisional em junho de 2020, quando passou mal, sendo internado e no dia seguinte veio a óbito.

Nilton tinha hipertensão, mesmo pertencente ao grupo de risco não foi afastado do trabalho, apesar do pedido do sindicato ao Governo do Estado para afastamento dos servidores da terceira idade e com comorbidades durante a pandemia do novo coronavírus.

Nesta sexta-feira (29), o Policial Penal Valter Coelho Guimarães, 59 anos, lotado na Penitenciária Vereda Grande, em Floriano, morreu em decorrência de complicações da Covid-19. Ele estava internado há 10 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional Tibério Nunes.

Além desses, os Policiais Penais Assis e o Sebastião Menezes também morreram em decorrência do coronavírus. Esses estavam inativos.

 

Polícia Penal do Piauí
Assessoria de Comunicação
Instagram: @sinpoljuspi_fenaspen
Youtube: sinpoljuspi fenaspen
(86) 3226-3090
contato@sinpoljuspi.com.br

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui